Arritmias



Arritmia é uma alteração do batimento ou ritmo cardíaco que pode-se manifestar por batimentos muito rápidos, muito lentos ou irregulares.

Saiba um pouco mais sobre a doença:

Quando o coração bate mais rápido que o normal, o doente tem aquilo que os médicos chamam de taquicardia. Quando, pelo contrário, os batimentos são mais lentos do que deveriam, estamos em presença de bradicardia.

Muitas vezes os batimentos cardíacos são irregulares, sem apresentar necessariamente um padrão, seja ele mais rápido ou mais lento que o normal.

As arritmias podem surgir em qualquer idade e nem todos os tipos de arritmia são perigosos. Em geral são mais comuns em pessoas com problemas cardíacos que têm doenças das válvulas ou do músculo do coração, sendo que estas últimas são muitas vezes secundárias a obstruções dos vasos sanguíneos (artérias coronárias) que alimentam esse mesmo músculo. Contudo, muitas arritmias ocorrem em pessoas com corações absolutamente normais, tratando-se unicamente de alterações na sua componente elétrica que, em regra, têm prognóstico favorável.

Um dos sintomas mais frequentes são as palpitações (percepção anormal dos batimentos cardíacos). Contudo as arritmias podem não ocasionar qualquer sintoma ou, pelo contrário, associarem-se a manifestações com significado potencialmente mais preocupante como suor excessivo, palidez, tonturas, desmaios (síncope) e até mesmo parada cardíaca.

Marque sua consulta e teremos prazer em esclarecer as dúvidas e fazer o tratamento adequado para cada arritmia.

Causas da arritmia cardíaca

As causas da arritmia cardíaca são diversas. Dentre elas, pode-se destacar::

  • Pressão alta;
  • Doença coronariana;
  • Problemas na tireóide como o hipertireoidismo;
  • Desequilíbrios químicos no sangue como concentração de sódio, potássio ou cálcio alterados;
  • Alguns medicamentos como os betabloqueadores, psicotrópicos e as anfetaminas;
  • Doenças de nascença do coração;
  • Exercício físico vigoroso;
  • Complicação após cirurgia cardíaca;
  • Insuficiência cardíaca ou história de ataque cardíaco;
  • Doença de chagas;
  • Anemia;
  • Envelhecimento.

  • Outros fatores como consumo excessivo de cafeína, álcool, drogas, cigarro, ansiedade e estresse também podem precipitar uma arritmia cardíaca.