Exames



MAPA - Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (M.A.P.A.) é o exame que mede a pressão arterial, durante 24 horas, para a obtenção do registro da pressão arterial durante a vigília e o sono.

Tem como objetivo analisar o comportamento da pressão arterial não somente durante a vigília e o sono, como também em eventuais sintomas como tontura, dor no peito e desmaio. Além disso, possibilita a avaliação da eficácia do tratamento anti-hipertensivo.


Indicações:
• Suspeita de hipertensão do avental branco – condição na qual o paciente apresenta pressão acima do normal no consultório médico e pressão normal fora dele; quando o médico suspeita desta condição o exame pode estabelecer o diagnóstico correto;

• Avaliação da eficácia do tratamento da hipertensão nas 24 horas, tanto no sono quanto na vigília;

• Avaliação de sintomas, principalmente os relacionados à hipotensão (pressão baixa).

Contraindicações:
• Quando o paciente apresenta valores muito elevados de pressão máxima, arritmias cardíacas ou parkinsonismo;

Instruções para a realização do exame:

  • Durante a realização das medidas o braço deve ficar imóvel e relaxado ao longo do corpo;
  • Durante o período de sono, não se deitar sobre o braço em que o manguito está instalado e colocar o monitor sobre o travesseiro;
  • Preencher corretamente o diário;
  • Manter suas atividades habituais durante o exame;
  • Não desconectar o monitor ou trocar o manguito de braço;
  • Na presença de sintomas, acionar uma medida manual;
  • Pode haver a necessidade eventual de reajuste do manguito ao longo do dia;
  • Não é permitido tomar banho durante o período do exame;
  • Não ficar próximo ao microondas, porta de banco ou colchão magnético, pois pode descarregar o aparelho.


  • Adicionar ao seu diário

    • Nome dose e horário das medicações utilizadas durante o exame;
    • Horário das refeições, incluindo o consumo de álcool, café e cigarros e quantidades;
    • Horários em trânsito e meios de locomoção;
    • Ocorrências e horários de eventos estressantes;
    • Presença de sintomas, preferencialmente, com horários de início e termino, e medida tomada para sua resolução;
    • Horários em que dormiu e acordou, inclusive durante o dia (sesta) e qualidade do sono, identificando-o como bom, regular ou ruim, segundo sua percepção.